sábado, abril 06, 2013

Naruto

Figura: Naruto volume 60

"Num mundo fictício, numa era não muito distante, existiam ninjas guerreiros que travavam suas batalhas pela sobrevivência do mais forte. No Mundo Shinobi, na qual se caracteriza por grandes nações contratar diferentes serviços às vilas ocultas, nas quais os ninjas tem como moradia e garantem a prosperidade da mesma. 
Diversas batalhas por poder envolviam todas as vilas, ocorrendo assim a Primeira, a Segunda e a Terceira Guerra Ninja, nas quais muitas pessoas, ninjas ou não, foram vítimas desses grandes conflitos. 
Durante muito tempo houve batalhas e intrigas pelo poder e nesse intervalo de guerra, a Vila Oculta da Folha (Konoha) travava a sua própria batalha: controlar a sua própria arma bélica, a Kyubi, ou mais conhecida como a Raposa de Nove Caudas.
A grande raposa estava descontrolada e reinava o caos na vila, todos os ninjas do local se dispuseram a proteger a moradia de sua certa destruição. O esforço heroico dos ninjas da vila foi em vão, todos os guerreiros se demonstraram ineficientes em controlar a fera bestial, tornando a batalha ainda mais dramática.  O líder da vila, então o Quarto Hokage, vendo que não tinha nenhuma outra opção, fez um selo para conter a raposa, selando-a em seu próprio filho e sacrificando sua própria vida. no objetivo de proteger a vila. Todos os residentes da cidade o viram como herói desta grande batalha sangrenta.
O tempo passa e cerca de 12 anos depois do incidente, a paz perdurou, a vila prosperou, e um menino chamado Naruto faz as suas travessuras no patrimônio mais sagrado da vila: os rostos cravados em pedra de todos líderes da vila - o Primeiro, o Segundo, o Terceiro e o Quarto Hokage."

É depois dessa introdução que se apresenta a estória de "Naruto", da editora Shonen Jump, de autoria do mangaká Masashi Kishimoto, publicado em 1997 no Japão, de periodicidade semanal, atualmente está entre os mangás mais populares nesta década, principalmente por causa de sua inovação e mistério no ambiente retratado.

Em resumo a estória de "Naruto" é de um garoto que sonha em ser o líder da vila - um Hokage - e ser reconhecido por todos, visto que ele é desprezado pelos mesmos na vila por conter a "Raposa de Nove Caudas". Para conseguir esse nobre título, Naruto terá que enfrentar diversos obstáculos, sejam eles físicos ou mentais, e provar para todos que ele não é uma arma de guerra a qual todos em torno o temem e o repudiam, mas sim uma pessoa normal que quer ter uma vida normal como qualquer outra.

A estória gira em torno de um mundo na qual somente ninjas demonstram o seu poder de guerra, e não  as armas modernas que conhecemos atualmente, o que faz a diferença no enredo. As possibilidades de exploração desse mundo ninja são infinitas: desde um simples guerreiro que é especialista em luta de corpo-a-corpo, à linhagens de família que possuem habilidades únicas como a de perceber de qual será o próximo movimento do inimigo ou até mesmo fazer o adversário iludir-se na batalha.

Só há um porém, a leitura é longa e talvez você desista no meio do caminho, mas eu recomendo o livro. Os desenhos e os personagens são únicos, fazendo do próprio autor e ilustrador, o seu próprio jeito de rabiscar e criar.
Caso a leitura não seja do seu interesse, existe também a versão adaptada para desenho ("anime", para os mais fanáticos de plantão), mas também existe a chance de exaustão do mesmo por conter partes excessivas no desenho, que não está na estória original do mangá ("fillers"). É feito para prolongar a série, seja para dar tempo de o enredo no mangá se desenvolver melhor, seja para promover popularidade como seus filmes baseados também no título.

A minha opinião é que talvez seja a melhor indicação para quem gosta de uma longa história e queira se arriscar num novo universo, ou seja, se começar a leitura, pode ter certeza que o enredo é complexo e terá que compreender os mínimos detalhes do título.

Os mangás estão disponíveis nas melhores livrarias, bancas e lojas online , mas caso queira comprar diretamente pela editora que distribui o mangá no Brasil: a Panini Comics, visite o site da loja virtual:


Vale lembrar que existem duas versões do livro: uma versão pocket (livro de bolso) e a versão normal. Ambas apresentam o mesmo enredo e conteúdo.
A versão adaptada pro desenho também está disponível em box de dvds em várias lojas multimídia, é só consultar no site de busca: "Naruto DVD Box".

A popularidade desse título é tão grande, que no Japão apresenta até o teatro baseado na estória. Há também os jogos baseados na série: O último título lançado da desenvolvedora CyberConnect2, e da distribuidora Nanco Bandai é o " Naruto Shippuden: Ultimate Ninja Storm 3" (PS3/XBOX360). No site UOL Jogos possui uma pequena resenha sobre o game:


Caso você não possua quantia suficiente de ter um livro nas mãos, não se preocupe, existem sites especializados no assunto onde você pode ler o conteúdo gratuitamente, o que tenho como referência é o NarutoProject, nesse site disponibiliza-se os últimos capítulos e episódios da série, além de conter inúmeras informações sobre o título:


Tenha em mente que eles disponibilizam o conteúdo, não por fins comerciais, mas por dedicação ao título e a comunidade que se dispõe a compartilhar desse mesmo sentimento. Se você for um fã deste título, não fique parado, compre os mangás assim que estiver disponível, assim o autor terá oficialmente a informação que o seu título foi reverenciado pelos leitores e o mais importante, por você.

Marcadores: ,

quinta-feira, abril 04, 2013

Capa da EGW Nº 137


Destaque para o novo jogo da Lara Croft.

quinta-feira, setembro 08, 2011

Fabricado no Brasil, Xbox 360 passa a custar R$ 699 a partir deste mês




A Incomp, distribuidora oficial do Xbox 360 no Brasil, confirmou que o Xbox 360 passará a custar R$ 699 no Brasil, em seu modelo mais simples, o de memória interna de 4GB. A versão com HD de 250GB, por sua vez, cai para R$ 999. Antes, os pacotes custavam R$ 1.299 e R$ 1.599, respectivamente.

A redução de preço se deve ao fato de o videogame passar a ser fabricado aqui no Brasil. A Microsoft ainda não comenta o assunto oficialmente, nem dá detalhes, como quem é a fábrica responsável pela produção do console.

Outra novidade é a chegada do pacote contendo o console em sua versão com 250GB de capacidade de armazenamento e o sensor de movimentos Kinect. Este pacote é oferecido ao público brasileiro por R$ 1.299.

Segundo Andréia Andrade, vendedora da Incomp, os preços passam a valer a partir deste mês de setembro, mas não soube dizer em que dia exatamente. Posteriormente, um funcionário da Incomp procurou a equipe de reportagem de UOL Jogos, dizendo que a informação foi revelada antes do momento previsto para o anúncio.

Para efeito de comparação, o PlayStation 3 é vendido atualmente no país por R$ 1.399, em versão com disco rígido de 160GB, enquanto o PlayStation 2 sai por R$ 699. Por sua vez, o Wii, da Nintendo, é vendido por cerca de R$ 800 no país.

Questionada por UOL Jogos sobre as medidas da Microsoft, a Sony disse que não comenta assuntos relacionados a outras empresas e que não possui nada a declarar com relação à possibilidade de fabricação do PS3 no Brasil. Sobre o preço do console, a companhia reiterou que manterá a queda do preço do PlayStation 3 para R$ 1.399 até dia 31 de outubro.

Resposta similar foi dada pela Nintendo, que disse não ter nada para anunciar no momento, tanto com relação a uma possível queda de preço do Wii, como sobre a chance de fabricar o aparelho no Brasil.

Já Marcos Khalil, sócio fundador da UZ Games, maior rede de lojas do país, acredita que "o aumento de vendas vai ser gigante, chegando a ultrapassar 10 vezes o volume de vendas atual". "É a primeira vez que temos uma redução tão drástica de preço em um console", acrescenta Khalil.

Ações no Brasil

A diminuição de preço do Xbox 360 não é a única novidade da Microsoft para o Brasil. Em agosto, vários jogos tiveram seus valores reduzidos, casos de "Gears of War" e "Gears of War 2", que custam R$ 69 e R$ 79, respectivamente.

Por falar em "Gears of War", o terceiro episódio da série, que tem lançamento marcado para 20 de setembro, também chega ao nosso país com preço diferenciado: R$ 129.


Fonte: Uol Jogos

Marcadores: ,

domingo, julho 18, 2010

Mangá & Cia

Pessoal, estou comunicando que a a partir de agora, posts sobre diversos mangás serão divulgados, pois atualmente estou me dedicando a leitura dos quadrinhos japoneses, e também sul-coreanos.
Quem quiser ler mangá de graça, tem que saber inglês e ir pra sites como onemanga (www.onemanga.com), mangafox (www.mangafox.com). Estes links que citei, são os mais populares e que atualmente frequento para a leitura. Mas previna-se que alguns mangás não ficam disponíveis nos sites por causa de direitos autorais da publicante (como o caso do mangá "Naruto" ser publicado aqui no Brasil pela Panini Comics). Então fica a dica de que se o mangá estiver disponível aqui no Brasil, compre-a, pois isso irá influenciar a publicante à publicar outros títulos populares mundo afora.
Aqui neste blog, é possível que eu dê pequenos spoilers (partes da história), mas é apenas para auxiliar na minha opinião final.
Se vocês perguntam se sou um nerd, sim, sou um nerd, com muito orgulho e acreditando que o mundo será conquistado por nós, amantes de animes (desenho em estilo japonês), Rpg's, videogames e derivados do gênero.
Fiquem ligados para mais posts sobre títulos de mangá e afins do gênero.

Marcadores:

terça-feira, abril 07, 2009

Nintendo lança DSi nos Estados Unidos e Europa

Por Gabriel Madway

SAN FRANCISCO (Reuters) - A Nintendo lançou a próxima geração de seu popular aparelho portátil de videogames DS nos Estados Unidos, definindo o produto como uma máquina social e de entretenimento para todos os propósitos.

Além dos recursos de videogame, o DSi, dotado de duas telas, oferece duas câmeras, um microfone e diversas outras funções que permitirão aos usuários criar conteúdo e compartilhá-lo com outras pessoas.

O DSi será vendido por 170 dólares, e chega ao mercado na Europa sexta-feira. A terceira geração da franquia DS foi lançada no Japão em novembro, e o DSi vendeu dois milhões de unidades naquele mercado até o momento.

"Esse aparelho está para a câmera digital assim como o iPod estava para os players de MP3", disse Michael Pachter, analista da Wedbush Morgan. "Uma empresa toma uma forma conhecida e acrescenta alguma coisa a ela, e repentinamente veremos muita gente portando um dos novos aparelhos".

O DS de segunda geração da Nintendo, DS Lite, continuará a ser vendido por 130 dólares. A Nintendo já embarcou mais de 100 milhões de unidades do DS desde que lançou o modelo, no final de 2004.

Cammie Dunaway, vice-presidente de vendas e marketing da Nintendo America, diz que o DSi quer personalizar mais a experiência tradicional dos videogames.

"Como colocar um aparelho Nintendo em cada pasta, mochila ou bolso? Percebemos que, para que isso aconteça, é necessário um aparelho que possa ser muito personalizado. E uma ferramenta natural de personalização é algo como as fotos", disse.

Pachter afirmou que acredita que o aparelho vá atrair os adolescentes e pré-adolescentes.

"Eles vão transformar uma residência que tinha um DS em uma casa com dois DS. Passarão o primeiro modelo aos irmãos mais novos quando ganharem o DSi", disse.

O Nintendo DS concorre diretamente com o portátil PSP, da Sony, e enfrenta cada vez competição do iPhone, da Apple, que começa a se tornar uma plataforma séria de videogames.

O PSP já vendeu mais de 50 milhões de unidades, e iPhones e iPod Touches somados já venderam mais de 30 milhões de unidades.

Notícia da Reuters.


Marcadores: ,

quinta-feira, março 26, 2009

'Microconsole' que puxa jogos da web desafia Wii, Xbox 360 e PS3

'Microconsole' que puxa jogos da web desafia Wii, Xbox 360 e PS3

OnLive deve ser lançado ainda em 2009; seu preço não foi divulgado.
Produto utiliza ‘computação nas nuvens’ para acesso remoto aos gam

es.

Do G1, com informações da Reuters

Uma nova empresa de videogame desafia as três maiores fabricantes de consoles com a oferta de um sistema on-line que fornecerá, segundo a própria OnLive, jogos sob demanda e sem atraso para responder aos comandos dos gamers. A proposta é permitir que os jogadores acessem os títulos a partir de aparelhos de TV, netbooks de recursos limitados ou computadores sem processadores gráficos.

Esse tipo de tecnologia, chamado de computação nas nuvens, propõe que os internautas acessem seus arquivos pessoais (fotos, vídeos, planilhas, textos) de qualquer PC, sem ter de armazená-los localmente em seus computadores. Uma das vantagens dessa alternativa é o barateamento das máquinas: ela dispensa grande capacidade de armazenamento e todos os tipos de programa estarão disponíveis gratuitamente pela internet.

A novidade deve ser lançada no segundo semestre de 2009 e o preço ainda não foi divulgado. O sistema utiliza um console pouco maior que um iPhone, que conecta televisões e conexões em banda larga ao serviço OnLive, responsável por oferecer os jogos aos usuários. O responsável pelos comandos será um controle sem fio.

Em vez de rodar localmente, como acontece com o Wii, Xbox 360 e PS3 e títulos para PC, entre outros, os games ficam em servidores remotos.

A tecnologia, diz a agência de notícias Reuters, está em desenvolvimento há sete anos. Dez distribuidoras de peso – entre elas Electronic Arts, Ubisoft, Take Two e THQ – já fecharam parcerias para fornecer seu conteúdo via OnLive. “Quando você quer um título, simplesmente aperta um botão e começa a jogar instantaneamente”, disse Steve Perlman, fundador e diretor-executivo da empresa. “É simples assim.”

Perlman é um empresário conhecido do Vale do Silício, que ajudou a lançar a WebTV, comprada pela Microsoft em 1997. Segundo ele, o serviço oferecido pela OnLive seguirá um modelo de assinatura e será "significativamente" mais barato que os jogos de consoles.

Notícia do G1. Imagem: G1 / divulgação.

Marcadores:

quinta-feira, fevereiro 26, 2009

Videogame demais provoca doença de pele

Fãs de videogames, tomem cuidado: segurar o console com muita força e apertar furiosamente os botões pode causar um problema de pele.

Os pacientes adquirem dolorosas protuberâncias na palma das mãos, disseram cientistas suíços na terça-feira.

Chamada de "hidradentite palmar do Playstation", a doença pode gerar lesões dolorosas nas palmas das mãos, similares às encontradas nas solas dos pés de crianças, depois de intensa atividade física.

"O agarrar forte e contínuo dos controles, aliado ao repetido apertar dos botões, produz traumas pequenos, mas contiínuos, à superfície da palma das mãos", disse Vincent Piguet e colegas da Escola de Medicina e Hospitais de Genebra, cujo artigo foi publicado em um periódico britânico de dematologia.

Um porta-voz da Sony Corp., que fabrica o Playstation, ressaltou que o estudo só avaliou uma pessoa e que a empresa vendeu centenas de milhões de concoles, desde que o produto foi introduzido no mercado, em 1995.

A notícia completa está na INFO Exame. Cuidado, portanto.

Marcadores: ,